OBJECTIVOS E RESULTADOS ESPERADOS


      1. A primeira Conferência pretende abordar as areas temáticas definidas com o objectivo geral de promover a integração do desenvolvimento das economias do mar no contexto da Economia Azul sustentável, baseado no conhecimento científico e tecnológico robusto.

       

      2. O objetivo geral definido será alicerçado através de abordagens que permitam:

      A. Partilhar e colher experiência de modelos em curso em países com historial de sucesso na implementação de diferentes áreas de Economia Azul e do trabalho de organizações/plataformas com estratégias e programas nestas áreas;

      B. Identificar e promover os melhores modelos de engajamento dos diferentes intervenientes institucionais para o sucesso da investigação científica, tecnológica e inovação, aplicada em áreas de desenvolvimento da Economia Azul.

       

      3. Os resultados esperados encontram – se alinhados com os objectivos acima identificados na perspectiva da definição dos passos subsequentes pós conferência traduzindo-se estes no seguinte:

      (1). Partilhadas experiências sobre modelos e abordagens de implementação de iniciativas em Economia Azul para a maximização do potencial dos Oceanos.

      (2). Assumidos compromissos com os diversos intervenientes e Parceiros de Cooperação, para o desenvolvimento da capacidade de investigação científica e tecnológica que atenda às necessidades nacionais e regionais de crescimento azul.

      (3). Identificados elementos para o aprimoramento de uma visão comum de desenvolvimento em torno do recurso compartilhado que é o Oceano Índico, e como fazer convergir acções para concretizar os compromissos assumidos no âmbito da implementação do ODS14.

      (4). Estabelecidas bases para o reforço da cooperação de forma a ancorar a implementação da Economia Azul numa forte colaboração regional e internacional mediante abordagens estruturadas, modelos integrados e mecanismos (institucionais e financeiros) de operacionalização.

      (5). Mapeadas as oportunidades para a intervenção de diferentes actores a serem estruturadas sob a forma de um “White Paper: Blue Economy Road Map” para referência de implementadores, investidores e parceiros de cooperação internacional.